Chegamos ao river de 2014

Pouco antes do dealer bater a última carta do bordo de 2014, tivemos o maior BSOP Millions até então, com uma histórica premiação para o poker brasileiro. Tivemos também as palestras organizadas por Gabriel Goffi em seu Congresso Brasileiro de Poker, e as liberadas posteriormente em vídeo do MasterMinds, em sua maioria ótimas, numa iniciativa das boas.

Ao final da rodada de apostas do turn, Foster e seu feito inédito, um de nós no November Nine. Fato comentado por Pedro Marte (Mais um 7 a 1, agora no poker) e Marcos Cerqueira (Bruno Foster já ganhou e Verde, amarelo, azul e branco, e aí?).

Pouco antes do dealer bater o turn, dividíamos nossas atenções para duas Copas do Mundo, a de futebol, e claro, a WSOP, que foi palco da maior polêmica do ano, o jovem Colman disparou contra a indústria, tema largamente discutido por Lízia Trevisan (O saldo da WSOP 2014), Marcos Cerqueira (Os vulcões da demagogia) e Marco Naccarato (Para Daniel Colman, ganhador do torneio milionário One Drop, vencer foi a gota d’água e Considerações sobre a polêmica de Colman no One Drop). E como a cidade vira o centro do poker no mundo nessa época, não é demais dar uma conferida nos Porões de Las Vegas, no blog do Vitão (Las Vegas chamando: Porões de Las Vegas), e aqui no Metapoker (Las Vegas, junho de 2014).

O flop de 2014 foi surpreendente, com Igianne Bertoldi cravando o Main Event da Brazilian Series of Poker, fato comentado por Naccarato em O par de damas que quebrou qualquer estatística. Conquista que veio quebrar alguns paradigmas da presença feminina nos feltros, como comentado por Lízia Trevisan (Credibilidade e competitividade das mulheres no poker e Poker, mulher e preconceito), Mercedes Henriques (Mulher sim. Jogadora de poker sim. Vulgar nunca) e por Naccarato (Por uma perspectiva feminina no poker).

Por fim, bom mesmo é saber que nos sites e fóruns, nas discussões e reflexões, no quintal, na poker room do bairro, no clube famoso ou nos torneios que atraem centenas, o poker continua apesar dos anos. Nova rodada, blinds are up!

 

Fontes citadas: Superpoker, Congresso Brasileiro de Poker, 888 Poker

Pessagno tem a conta que todo mundo queria ter, se ela existisse

Os segredos do poker são sempre muito explorados. É a jogada de marketing perfeita, afinal, a ideia simplória de que existe algum tipo de atalho possível para se dar bem no poker alcança contornos quase sagrados, como uma salvação à distância de um clique.

Há um milk shake milagroso que te faz emagrecer, uma maneira de ganhar dinheiro fácil apenas enviando emails, você pode aumentar a piroca em dez centímetros ou localizar facilmente o ponto G, dá pra ficar com o abdômen definido usando um aparelho que dá choques na barriga, ou até mesmo entrar numa pirâmide financeira. É assim que ficamos acostumados a buscar continuamente mais um segredo, mais uma resposta.

Parte dos novatos no jogo e alguns jogadores que não aguentam mais levar um out no river são loucos por um segredo, um daqueles que vai catapultar a conta fedida para além da lama. Aí o Pessagno tenta explicar porque dá raise/fold com 7BBs, mas quem dá crédito? Todos querem saber o segredo.

Então aí vai um segredo, dos bons, Pessagno é um robô. É evidente, seu nome é a sigla para PokerStars Super Androide Grinder Online, seu volume de jogo é muito grande, suas tomadas de decisão parecem estranhas e não naturais para a visão dos jogadores. Não pode ser humano, só pode ser um autômato, por isso ele aparece pouco nas mesas dos torneios ao vivo.

E aí, passou o blefe?

A ideia de que existe um segredo, só alimenta a conspiração, afinal, só pode ser possível se houver um segredo por trás. Aliás, pra quem gosta de uma conspiração, esse artigo cai como uma luva, ou melhor, como uma broca, com direito ao Pessagno no final.

Dedicação, perseverança, anos de estudos, percepção e criatividade parecem não valer frente aos segredos, pois não é possível que algo tão elementar cause um efeito tão bom. Em nossos termos, não vamos ver a resposta para o segredo, nossos termos aprisionam nosso entendimento, procuramos respostas no lugar de mudar as perguntas. Reflexões como a de Gabriel Goffi neste vídeo, são a matéria prima para trabalhar o jogo fora da conta premiada ou dos segredos.

Na prática, entre optar por push ou fold com 10BBs, a pergunta pertinente não é se devemos ir all in ou fold, mas se devemos escolher uma dessas duas opções.

Abaixo, o segredo da conta de Caio Pessagno.

 

Fonte: Blog do Pessagno e Canal Caio Pessagno no YouTube

As verdades do poker no dia da mentira

Gabriel Goffi publicou um vídeo muito interessante em fevereiro desse ano, afirmando que ponto de vista é a vista de um ponto, e falando que precisamos nos distanciar o suficiente para perceber a verdade do outro. Algo que vale para muitas situações na vida e principalmente no poker, afinal, jogar é perceber, pensar, decifrar.

A verdade nesse caso é um ponto de vista, ou como diria Nietzsche, não existem fatos, existem interpretações. Pois bem, nosso amigo Nietzche, aquele filósofo do bigodão, fala que a humanidade mente consciente e inconscientemente, e que por força do uso, as mentiras ganham contornos de verdades.

Se Nietzsche era um bom blefador, não sabemos, mas podemos perceber certo sentido em sua afirmação, principalmente quando estamos frente a uma dessas verdades absolutas do poker. Uma ideia repetida por várias vezes se torna distante de seu significado original, porque se transforma em algo incontestável, e assim não há mais o que pensar sobre ela.

Poker é repleto de métodos e máximas, as tais verdades, e boa parte dos jogadores colocam essas verdades acima do próprio jogo, acima da interpretação.

O ciclo do poker é trabalhar uma verdade, dessas assumidas, e transformá-la em outra verdade, uma mais atual, recauchutada claro, e certamente mais interessante, mas só até o ponto em que ela se torna mais uma verdade absoluta. Portanto, a verdade está entre uma verdade e outra, enquanto é possível pensar sobre o jogo e criar algo novo, é nesse espaço que está o poker.

Se tudo isso for mentira, não se preocupe, no dia de hoje, algum site de poker vai soltar uma notícia bombástica, algo (in)esperado, uma verdade daquelas que se assumem, para que você relaxe nesse primeiro de abril.

 

Créditos: Vídeo do canal de Gabriel Goffi no YouTube. Foto: Shutterstock (editada)