Artigos

Independência ou sorte!

0 98
Pedro_Américo_-_Indepenência_ou_Morte_-_detalhe

Independência ou Morte, frase creditada a Dom Pedro, tem muito pouco a ver com poker. Claro, o título se trata de uma brincadeira, uma tentativa de fazer a ligação entre o jogo e um dos símbolos da Independência do Brasil. O Sete de Setembro curiosamente completará dois séculos dentro de sete anos, data que hoje tem mais cara de feriado do que o significado histórico que carrega.

Mas, significados históricos têm interpretações. Segundo Leandro Narloch, autor de Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil, a Independência brazuca não foi um jogo de cartas marcadas, nem tampouco um ato de heroísmo libertador, mas um blefe. A contragosto, D. Pedro proclamou independência por pressão dos súditos brasileiros, sem guerra, e sem a maior parte da sociedade dar bola. A bela pintura de Pedro Américo “O Grito do Ipiranga”, com o príncipe português de espada erguida, me parece outro blefe, a figura forjada do herói no cavalo.

Como vimos, fatos históricos são, historicamente, não necessariamente fatos, por vezes apenas blefes, daqueles descarados e com poucas chances de passar. Mas no poker, blefes também são fatos, e como estamos falando de história e fatos, aí vai uma parada, com 7, em setembro, espadas e reis:

Há poucos dias, no clube de poker Owls, cravado no bairro histórico do Ipiranga e próximo do córrego de mesmo nome, mais um torneio daqueles de buy in acessível à maioria, reinaugurando o espaço que já estava apinhado de jogadores. No pano, um sete de espadas no flop forma um middle pair que encontra odds para o call, e vemos o turn em check/check. O river dobra a high card do bordo, e puxamos um bom pote depois de um call de Rei high do vilão. É, se de um lado se pode jogar com qualquer tipo de lixo razoável, o contra-ataque é fazer o mesmo. Num torneio de blinds rápidos, o importante é se mexer, jogar mais poker e menos baralho.

Sabendo disso, o vilão tratou de se mexer, fazendo observações em cada jogada, como se estivesse avisando para toda a mesa, o padrão de jogo percebido. Outro bom contra-ataque, afinal, especulação é poker também, e tal como a história, um ponto de vista.

Na tentativa desejável de ser inexplorável nas mesas, e depois de alguns pitacos do vilão, era preciso mudar de estratégia, jogar mais baralho e menos poker. A escolha foi ruim, deixamos de lado a independência, e começamos a jogar “dependência e sorte”, ou seja, depende-se primeiramente de cartas, e quando as pilhas vão abaixo, só resta a sorte, que nem sempre se apresenta. Assim, uma fatiada nos levou à eliminação, e o grito do Ipiranga dos feltros foi um all in na mão seguinte. Mas a fortuna, não a boa sorte, mas a sina, triunfou. O jeito é curtir o feriado.

 

Fonte: Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil (Editora LeYa) – Leandro Narloch. Imagem: O Grito do Ipiranga, pintura de 1888 – Pedro Américo (domínio público)

About the author / 

Marco Naccarato

Marco Naccarato é designer, escritor, jogador de poker e autor dos livros Floating in Vegas e Floating in Miami, que relatam com humor a dinâmica do small stakes dessas cidades. Tem textos publicados nos sites Aprendendo Poker, Pokerdicas, PokerGirls e Queens of Poker, e é idealizador do site Metapoker, além de organizar o torneio semanal ADT Poker, no bairro da Mooca, em São Paulo

Related Posts

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Preencha o campo abaixo para validar seu comentário * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Arquivos

Comentários