Credibilidade e competitividade das mulheres no poker

Fui desafiada a escrever sobre a competição feminina versus a participação da mulher no poker. Originalmente não é propriamente um desafio. É pura e simplesmente uma reflexão, mas para escrever sobre isso buscando de fato a verdade, é necessária uma análise sobre a tal “competitividade feminina”.

Na minha opinião esta é sinônimo de um monstrinho que habita nosso subconsciente, chamado machismo. Explico: somos tão auto críticas, baseadas em padrões estéticos inalcançáveis e machistas, que a comparação com as demais mulheres passa a ser uma busca de alto afirmação.

Sejamos honestos, vivemos em um mundo competitivo e o poker é sinônimo deste. Então por que a competitividade feminina não contribui ou não é responsável pelo aumento do field feminino?

Sinto muito, mas não tenho esta resposta.

O que posso falar é que me confronto com dois extremos, principalmente jogando live.

Encontro mulheres que torcem umas pelas outras nos torneios, mesmo sendo completas desconhecidas. Há outras que parecem ter como objetivo eliminar todas as demais do evento à revelia do montante muito maior de fichas disponíveis dos homens, sempre maioria esmagadora do field.

Acho isso muito triste por dois motivos. Primeiro, as do segundo time jogam mal, já que miram somente nas poucas jogadoras dos torneios e pagam com mãos e posições ruins afim de entrar em embate com as referidas. Segundo: somos tão poucas que não se justifica tal atitude. Não quero criar nenhum clube da Luluzinha, o Queens of Poker tem como objetivo apoiar as jogadoras e não compactuar com um acordo silencioso de collusion. Acredito que o bom resultado de mulheres beneficia a todas, criando respeito pelas jogadoras e estimulando mais mulheres a prática do esporte.

A verdade é que a mulher eleva o nível do ambiente. Com as mesmas presentes os homens são mais comedidos nos palavrões, nas falinhas ofensivas e tantas outras atitudes gratuitas e desnecessárias a prática sadia e prazerosa do esporte.

Não me sinto confortável em jogar live sem a companhia do meu esposo, justamente pelo número reduzido de jogadoras. Sou agraciada por tê-lo como parceiro, mas e as que não possuem um ou os respectivos não são praticantes do esporte?

Há homens que são desrespeitosos, ainda mais quando perdem para mulheres e isso piora quando estão desacompanhadas, já fui testemunha disso e ouvi vários relatos. Torneios podem adentrar madrugada e a mulher fica mais exposta a violência física e verbal em um ambiente tão masculino.

Os jogadores de poker convivem com o preconceito. As jogadoras convivem com preconceito duplo, por jogar poker e por ser mulher, jogadora de poker.

Não é à toa toda a campanha para aumento do field feminino. A mulher dá mais credibilidade ao poker. Mas empresários do ramo, por favor, não usem imagens de mulheres seminuas ou em poses sensuais em seus anúncios. Se querem de fato o aumento deste público, esta é a pior linha de marketing a se seguir.

Quem sabe utilizando imagens de mulheres jogando atraia mais jogadoras (independente se pela credibilidade ou competitividade feminina) e, por tabela, mais homens. 😉

Foto: Shutterstock (editada).

Comentários

Publicado por

Lízia Trevisan

Lízia Trevisan

Lízia Trevisan é corretora de seguros, jogadora amadora de poker e fundadora do grupo Queens of Poker, que tem a missão de atrair mais mulheres para a prática do poker.

2 comentários sobre “Credibilidade e competitividade das mulheres no poker”

  1. Lizia, genial o texto.
    Acho que ter qualquer tipo de diferenciação ou descriminação é um absurdo.

    Hoje tenho funcionárias, conhecidas e amigas que cada vez mais me perguntam sobre Poker e se não é “esporte para homem” e tenho orgulho em responder que NÃO MESMO!
    Que temos um time feminino, que apoiamos iniciativas como a Barbarella no início, a Queens agora e que só tende a aumentar o número de mulheres nesse meio e que PRECISAMOS e ALIMENTAMOS essa curiosidade.

    Let’s make it happen! =)
    Beijos e parabéns mais uma vez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha o campo abaixo para validar seu comentário * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.